quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Muito Legal....

Nas curvas do tempo
A HISTÓRIA DO TELEFONE
O Design TelefônicoUm dos aspectos que coloca o telefone como um dos objetos mais utilizados pelo homem moderno, é o design.Em todas as eras e estilos pelos quais o telefone passou, marcou presença muitas vezes pela praticidade, outras pelo aspecto ornamental, mas sempre firmou sua utilidade em cima do desenho industrial.
O design de produto sempre acompanhou a era industrial e principalmente definiu estilos e tendências.
O advento do Plástico deu grande impulso à criatividade aplicada ao objeto, permitindo a concepção de formas mais livres e maleáveis.
Um salto qualitativo e uma perspectiva de produção em massa, criou a economia de escala, tornando acessíveis ao grande público os mais novos desenvolvimentos da tecnologia das comunicações, TVs, Rádios,

Este modelo foi fabricado em 1959 na Alemanha. O uso de cores já era amplamente difundido, especialmente na América, mas pode-se deduzir pelo seu país de origem, em franca uma década e meia após a II Guerra Mundial, que a cor Cinza era o bastante para diferenciar o produto em detrimento de seu desenho simples.

O Design americano talvez tenha sido o que mais explorou as possibilidades do uso da baquelita e do plástico. Foi um expoente na produção industrial de massa e explorou a aerodinâmica das formas retilíneas, o modelo ao lado fabricado em 1956 acompanhava a tendência do desenho arrojado que podia ser identificado em diversos segmentos da indústria, tais como a automobilística, a radiofônica, a de mobiliário e de bens duráveis em geral.
Telefone Anos 60 - Baquelita colorida







Este curioso modelo, muito provavelmente seja original da Coréia. Sua superfície é toda ornamentada em madrepérola com desenhos de garças, plantas, pássaros e coelhos.




Este é um NTT 600. Se assemelha muito com outros modelos da Western Electric, Stromberg Carlson ou Automatic Electric. O que nos leva a acreditar que nos anos 50, 60 e 70, a indústria telefônica mundial, "rezava" na mesma cartilha. Vários estudos de ergonomia, praticidade, funcionalidade e fabricação culminaram nesta fórmula básica - discador (dial) frontal sobre uma pesada base inclinada onde o "fone" repousa na transversal. Talvez o mais funcional e durável de todos os telefones.





Este telefone é um NTT (Nipon Telephone & Telegraph) Type 3. Foi fabricado no Japão desde os anos 30 até os primeiros anos da década de 50.









Ericofon, é um marco no design de telefones. Produzido na Suécia, no final dos anos 50 e começo dos 60, teve sua fabricação interrompida e voltou a ser produzido com toda a força nos anos 70. Seu "dial" ficava na base do aparelho, e no centro do "dial", existia um enorme botão vermelho que desligava o telefone quando colocado em pé sobre uma superfície.

Este é o famoso telefone "Grillo" desenhado por Marco Zanuso e Richard Sapper para a SIT-Siemens da Itália. É reconhecidamente um clássico do estilo Moderno. Concebido no início da década de 60, é o "pai" dos "flip phones" (telefones dobráveis - que são seguramente a fonte onde se inspiraram os designers modernos para desenvolver muitos dos atuais celulares).







O modelo de parede da Siemens do início da década de 50, fabricado na Alemanha, confirma o princípio da praticidade, sem se permitir a grandes requintes estéticos. O plástico empregado com uma gama de cores na América, não sensibilizava o design Europeu do pós-guerra.









Telefone com Magneto 1936

Um comentário:

Daniel Confortin disse...

Bah, a história do desenho de aparelhos telefônicos é uma coisa muito rica. Tem dois aspectos bem diferentes: social e tecnológico. Existem transformações de padrão social, relacionados a estética, conveniência e utilidade. Outros com os novos materiais e tecnologias tranformaram o desenho adaptando às diversas necessidades atuais... O telefone (assim como o carro) é um tipo de produto através do qual a gente pode entender toda a história da indústria.